Domingo, 21 de Julho

Jovem que morreu em Goianésia após cair enquanto escalava tela para pegar bola de futebol teve 'choque misto', lesão grave na cabeça

Publicado em 04/06/2024 às 06:38
Goianésia

O jovem Luciano Damasceno da Silva Filho, de 22 anos, que morreu após cair enquanto escalava tela para pegar uma bola de futebol teve 'choque misto', lesão grave na cabeça e infecções, segundo a polícia. Segundo o pai, ele ficou 13 dias internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu.

O pai comunicou a morte do filho na Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Goiânia.Conforme a guia de encaminhamento de cadáver, a causa determinante da morte de Luciano foi um choque misto após uma lesão tronco encefálica, além de infecções.

O médico Marcelo Daher explicou como aconteceu as intervenções no corpo de Luciano que levaram ele a morte por conta da queda. À polícia, o pai disse que ele caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros.

O médico conta que ele teve uma lesão na base do crânio que é o local onde controla a respiração e os batimentos cardíacos. Com isso, ele teve várias formas de choques pelo corpo e possivelmente teve muita perda de sangue “O choque é qualquer fator que desregula o funcionamento do corpo. O corpo deixa de funcionar corretamente. Essa fratura no crânio é muito grave e desencadeou os choques”, conta o médico.

Daher menciona ainda que uma das formas de "choque misto" que Luciano pode ter sofrido foi a do choque cardiogênico, em que o coração não funciona da forma adequada e o sangue não circula.

A Prefeitura de Goianésia lamentou a morte do jovem e disse que os responsáveis pelo Módulo Esportivo prestaram assistência aos familiares. Além disso, informou que o jovem subiu na rede de proteção sem autorização do zelador e do técnico esportivo, e reforçou "a importância de seguir as normas de segurança para evitar tragédias como essa no futuro" Queda em campo

O acidente aconteceu no dia 20 de maio, no Módulo Esportivo Pedro Volner. Ele foi socorrido e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas por conta da gravidade foi transferido para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. O jovem morreu no último domingo (2), às 00h02.

O pai do jovem reclamou da segurança do campo. "Foi falta de segurança. No local tinha vigilantes e permitiram que meu filho subisse na tela. Eu preferia ter buscado meu filho na delegacia, se o que ele fez fosse errado, do que na UPA sabendo que ele ia morrer", conta o pai.

Instituto de Atualização Jurídica (IAJ) anuncia o campeão de maio de 2024 em Ceres

Nota da Prefeitura de Goianésia na íntegra:

"A Prefeitura de Goianésia, por meio da Secretaria de Esporte, Juventude e Lazer, lamenta profundamente o triste acidente ocorrido no Módulo Esportivo Pedro Volner em 20 de maio. Um jovem, que se tratava de uma pessoa com deficiência, subiu sem autorização do zelador e do técnico esportivo, na tela de proteção e, infelizmente, caiu, vindo a óbito neste fim de semana.

Nossos sentimentos estão com os familiares e amigos do jovem nesse momento difícil. A Prefeitura de Goianésia reforça que as autorizações para o uso do espaço pela comunidade devem ser obtidas exclusivamente através da Secretaria de Esporte, Juventude e Lazer. Além disso, o acesso da comunidade ao local é permitido apenas para atividades dentro do horário previsto, das 18h às 23 horas.

Os responsáveis pelo Módulo Esportivo prestaram toda a assistência necessária aos familiares. Reforçamos a importância de seguir as normas de segurança para evitar tragédias como essa no futuro."

 

 

 

Comentários


Os comentários não expressam a opinião do Jornal Populacional e são de exclusiva responsabilidade do autor.

Encontre mais notícias relacionadas a: Notícia,

Veja Também